Por que automatizar a gestão fiscal?

Controlar os impostos a vencer, os já pagos, os créditos; as especificidades de cada um dos tributos; se ele é municipal, estadual ou federal; reunir a documentação para transmiti-la aos órgãos regulamentadores…. Quanto tempo sua equipe gasta para cumprir as obrigatoriedades fiscais da empresa manualmente através de tabelas? 

São horas ou mesmo dias de trabalho para que tudo esteja dentro das exigências, dos prazos ou não seja pago em duplicidade. A semana que antecede auditorias fiscais ou transmissão de documentos no SPED acaba se tornando sinônimo de estresse e plantões para que tudo esteja organizado. 

Mas não precisa ser assim! Porque, ao automatizar a gestão fiscal, o trabalho manual sai de campo e é substituído pela agilidade no controle das obrigações fiscais. 

Quer entender um pouco melhor como isso funciona? Este artigo é para você! 

Tudo em um só lugar 

Os impostos que uma empresa precisa pagar dependem de vários fatores, como a atividade que exercem, a cidade em que o CNPJ está registrado e, até mesmo, o porte da companhia. No entanto, controlar todas essa variáveis manualmente demanda um grande esforço. Ao mudar um fornecedor, por exemplo, mais de uma tributação pode variar. 

Ao automatizar a gestão fiscal, o controle dessas informações no SAP Business One se torna mais ágil, uma vez que não é preciso sair do sistema, realizar a operação e inserir a nova etapa no sistema de novo. Toda a operação já será processada dentro do módulo fiscal integrado nativamente ao SAP. 

Previsibilidade do fluxo de caixa 

Ao calcular o valor dos impostos a serem pagos em cada uma das obrigações separadamente, a empresa pode perder a visão do todo, deixar escapar algum débito ou cometer erros no cálculo da porcentagem da alíquota. Com isso, a contabilidade pode ter apenas uma estimativa do montante financeiro a ser gasto com o cumprimento das obrigações fiscais. 

Reunir todas essas informações em um único sistema e ter relatórios de conferência para acompanhar, com precisão, todos os débitos e créditos fiscais é o que a automação proporciona. Além disso, as porcentagens das alíquotas e as variações regionais de taxas estarão disponíveis automaticamente, evitando erros, penalizações e a necessidade de correções. 

Tudo isso gera uma visualização macro do quanto as companhias deverão gastar com o pagamento das obrigações fiscais, evitando surpresas e ajudando a manter o fluxo de caixa no azul. 

Outras vantagens 

Um módulo fiscal atrelado ao SAP Business One também pode agregar as seguintes praticidades à rotina dos profissionais: 

  • Emissão dos livros fiscais e das obrigações principais e acessórias de maneira simples, segura e transparente; 
  • Personalização e simplificação na análise dos dados fiscais; 
  • Notas fiscais eletrônicas (NF-e e NFS-e) emitidas, recebidas e armazenadas automaticamente; 
  • Emissão de cupons fiscais digitais com mais segurança e comodidade às empresas; 
  • Cálculo automáticos de impostos para emissão de Notas Fiscais; 
  • Validação e gerenciamento automático de documentos fiscais junto à SEFAZ. 

Com isso, as equipes ganham agilidade, produtividade e qualidade de vida no trabalho, já que o volume das atividades, o retrabalho e a carga de estresse também diminuem. 

Um passo para a automação 

Além de todos os benefícios citados, vale reforçar que ferramentas de gestão fiscal asseguram sigilo dos dados, garantindo sua integridade e o atendimento às normas da LGPD. 

Um módulo fiscal nativo SAP Business One, como o iContract, consegue ter registro de todas as obrigações tributárias, integrar os dados da empresa em um único lugar, otimizar a gestão do negócio com acompanhamento de relatórios e demais trâmites fundamentais para a controladoria do negócio. 

Tem mais alguma dúvida? Entre em contato com um Inventer e saiba como levar empresas às nuvens e gerar ainda mais valor. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *